Importância dos minerais durante a gravidez

Share on facebook
Partilhe

No artigo sobre a Importância da hidratação durante a gravidez foram abordados vários motivos pelos quais a mulher grávida deve dar especial importância ao consumo de água adequado.

Tal como quando escolhemos os alimentos, devemos fazê-lo baseado no seu valor nutricional (que frequentemente encontramos nos respetivos rótulos), a escolha da água que consumimos não deve ser diferente. E porquê?

Porque não existem duas águas com características iguais, sendo extremamente importante atentar à composição mineral e ao que proporcionam ao nosso organismo. Neste artigo destacaremos minerais como o cálcio, o magnésio e o sódio, tão importantes para o período gestacional e que estão presentes na Água do Vimeiro.

Cálcio

Sabia que de modo a colmatar as necessidades do feto, a absorção de cálcio a nível intestinal duplica durante a gravidez?

Este mineral tem um papel de extrema importância na mineralização óssea, contribuindo fortemente para o crescimento e fortalecimento dos ossos do bebé e ajudando igualmente a manter a saúde dos ossos da mulher nesta fase da vida.

Mas não ficamos por aqui, este mineral está envolvido em inúmeros processos metabólicos, nomeadamente a coagulação do sangue e a regulação das contrações uterinas. Sabe-se também que o consumo inadequado de cálcio tem vários riscos associados, como a pré-eclâmpsia e a restrição do crescimento intrauterino o que pode ainda levar ao desenvolvimento de osteopenia (perda gradual de massa óssea), de parestesias (formigueiros) e cãibras musculares.

Os lacticínios – leite, queijo e iogurtes – são uma importante fonte de cálcio, mas não são os únicos! Bebidas de soja e cereais de pequeno-almoço fortificados com cálcio e pescado enlatado (como as sardinhas) são também exemplos. Alguns hortícolas de folha verde escura (como a couve, rúcula e agrião) e alguns frutos oleaginosos (como a amêndoa, avelã e sementes) são também boas alternativas no entanto, é de salientar que o cálcio encontrado nos lacticínios é o que tem maior biodisponibilidade, ou seja, é mais facilmente absorvível pelo organismo quando comparado com outros alimentos.

A necessidade de cálcio na gravidez é de cerca de 1000mg/dia. Como fonte de hidratação, a Vimeiro Original é uma ótima escolha pois tem na sua composição uma dose bastante generosa deste mineral – 121,9 mg/L, o que equivale a 28% da dose diária recomendada (DDR) se ingeridos os 2,3L de água diários recomendados para a mulher nesta fase.

Quando falamos em Cálcio não podemos deixar de reforçar a importância da Vitamina D, fundamental para a fixação deste mineral e, por conseguinte, para a formação do esqueleto e dentes do bebé.

O peixe gordo (como o salmão) e os ovos são exemplos de alimentos ricos em Vitamina D. No entanto, esta é produzida essencialmente pela exposição ao sol, para a qual lembramos o cumprimento, claro, das regras relativas à exposição solar recomendadas pela DGS.

Magnésio

Tal como o cálcio, o consumo adequado de magnésio está também muito associado à diminuição do risco de pré-eclampsia, nascimentos prematuros e atraso no crescimento intrauterino do futuro bebé. Durante a gravidez, a prevenção das cãibras dos membros inferiores, pode estar também relacionada com o consumo deste mineral.

O magnésio é determinante em vários processos metabólicos, nomeadamente o crescimento celular, a resposta adequada do sistema imunitário e a prevenção da inflamação.

Como em todos os minerais, o magnésio também não é produzido pelo organismo sendo obtido através de uma alimentação adequada e equilibrada que deve incluir um consumo regular de água.

Existem vários alimentos ricos em magnésio tanto de origem vegetal como animal. Como principais fontes de origem vegetal temos os cereais (como o farelo de trigo integral e flocos de aveia), frutos secos (amêndoa, caju, noz, avelã e amendoim) ou ainda sementes de sésamo, abóbora e girassol.

Nos vegetais: espinafres, couve-galega, nabo, aipo, pepino e feijão-verde, ou tubérculos, como a batata e batata-doce, são também boas fontes de magnésio.
Dos frutos que melhor contribuem para suprir esta necessidade destaca-se a banana, ameixa, maçã, damasco, abacate, pêssego e citrinos.

Na origem animal temos o peixe (principalmente a cavala, linguado e salmão), o polvo, e o peito de peru. Este mineral também está presente no chocolate negro e nos lacticínios.

A dose diária recomendada vai variando ao longo do ciclo vital, mas durante a gravidez é de cerca de 350mg/dia.

Sabia que a Vimeiro Original também tem magnésio na sua composição, numa concentração de 29,1mg/L, 19% da DDR, e que pode contribuir igualmente para um aporte diário deste mineral tão essencial?

Sódio

O sódio é o mineral comumente encontrado no sal de cozinha. Ao contrário do que se acreditava no passado, este é necessário na dieta da mulher grávida. Como abordámos anteriormente aqui, o volume sanguíneo aumenta em cerca de 40% a 50% durante esta fase da vida da mulher e a taxa de filtração glomerular do sódio aumenta também mas surgem outros mecanismos compensatórios para manter a sua homeostasia.

No entanto, este mineral deve ser consumido com muita adequação e moderação: 2g (2000mg) de sódio por dia é o valor recomendado, o que representa 5g de cloreto de sódio, o vulgar sal de cozinha.

Existem algumas estratégias que podem ser utilizadas para controlar o consumo excessivo de sal, nomeadamente:

  • Reduzir a utilização de sal para cozinhar e não o adicionar ao prato;
  • Utilizar alho, cebola, especiarias e ervas aromáticas, como orégãos, salsa, cebolinho, coentros, tomilho ou manjericão, para temperar;
  • Escolher hortícolas e leguminosas para conferir mais sabor aos cozinhados;
  • Limitar o consumo de alimentos processados e refeições pré-preparadas;

Na sua composição, a Vimeiro Original apresenta 148,8mg/L de sódio o que representa 17% da dose diária recomendada, que se mantêm a mesma para a mulher grávida ou para um adulto saudável.

Recordamos que à mulher grávida é aconselhado um consumo diário de 3L de água: 2,3L de água no seu estado puro e 700ml através de chás, sumos, sopas, saladas e frutos.

Pela sua saúde e pelo desenvolvimento saudável do seu bebé ao longo de toda a gravidez, tenha hábitos de hidratação cuidados, adequados e regulares. De preferência, optando por uma água mineral que garanta o aporte de minerais essenciais para esta fase. Consulte o comparador de águas e faça escolhas conscientes.

No próximo artigo destacaremos novos minerais igualmente essenciais para a gravidez e que podem ser encontrados na Água do Vimeiro.

Fique atenta e, até lá, já sabe:

Cuide do seu corpo por inteiro. Beba Água do Vimeiro

Enf. Célia Pinheiro

Enf. Célia Pinheiro

Enfermeira em Pediatria e Conselheira em Aleitamento Materno pela UNICEF

Share on facebook
Partilhe

Artigos Relacionados