Como ter uma voz saudável

Partilhe

A saúde vocal não deve ser uma preocupação apenas de cantores e locutores. Todos devemos ter cuidados com a voz pois ela faz parte da identidade de cada pessoa, chegando a ser quase tão singular como uma impressão digital. E um dos cuidados fundamentais para uma voz saudável é uma boa hidratação.

A voz é um bem precioso. Influencia a nossa capacidade de comunicação e a forma como os outros nos percecionam. Podemos não identificar alguém ao longe mas conseguimos saber quem são pelo telefone e mesmo avaliar o seu estado de espírito.  Até os bebés reconhecem a voz da mãe ainda dentro da barriga.

Só quando nos falha a voz é que percebemos a sua importância. No entanto, a vasta maioria da população não presta atenção à saúde vocal. 

Todas as vozes são importantes

Muitas profissões dependem da voz: cantores, professores, instrutores de ginásio, locutores de rádio, atores, advogados, guias turísticos, rececionistas, caixas de supermercado e todas as outras que implicam atendimento ao público ou uma comunicação contínua com clientes ou colegas. Quantas horas do dia são passadas em reuniões online  ou ao telefone?  

Toda a população precisa de usar a voz no seu dia a dia profissional e/ou pessoal e uma percentagem significativa desenvolve problemas associados ao abuso vocal e à falta de cuidado da voz, podendo apresentar os seguintes sinais : 

  • Limitação na capacidade vocal (consequência dos sintomas abaixo);
  • Irritação na garganta (sintoma);
  • Dores na laringe ou na faringe (sintoma);
  • Rouquidão (sintoma);
  • Perda de voz (sintoma).

As causas mais comuns para estes problemas são:

  • Má utilização do aparelho fonador, com um uso excessivo e prolongado devido a esforços para gritar ou falar alto;
  • Fumar;
  • Permanência em ambientes demasiado secos e frios – o ar condicionado sabe bem mas condiciona a saúde vocal;
  • Consumo de cafeína, álcool, refrigerantes ou de bebidas demasiado quentes ou demasiado frias;
  • Alguns alimentos como chocolate, leite e derivados,  fritos,  picantes ou alimentos ácidos;
  • Stress – já repararam como a voz muda quando estão mais tensos?

Um exercício simples para avaliar a qualidade da voz é gravar duas ou três frases com o telemóvel (porque não experimentar já com algumas deste artigo?) e ouvir o resultado. É uma voz áspera, cansada, pouco clara, com problemas de projeção?  Ou é uma voz presente, descontraída, clara?

Se for a primeira opção, temos algumas recomendações para melhorar a qualidade da sua voz. Mas caso seja um problema recente e persistente, procure apoio médico/especializado, como um otorrinolaringologista ou um terapeuta da fala, para avaliar melhor a situação. Se for a segunda opção, siga-as também para continuar a soar bem e evitar problemas no futuro.

Hidratar para uma voz saudável - e não só

A primeira recomendação para uma voz mais saudável é manter uma boa hidratação. Beber água ao longo do dia – sete a oito copos ou cerca de dois litros – à temperatura ambiente e em pequenas quantidades de cada vez, faz bem à voz e ao resto do organismo. 

O ideal é beber água regularmente já que a hidratação das cordas vocais não acontece imediatamente a seguir à ingestão da água. 

A água que bebemos demora cerca de uma hora para chegar aos tecidos do corpo. Assim, o consumo regular de água é a melhor garantia para manter as cordas vocais bem hidratadas e garantir a lubrificação das estruturas responsáveis pela produção da voz.

Em ambientes secos ou em espaços com ar condicionado, deve-se beber mais água e mais frequentemente. Outros cuidados a ter com a voz são:

  • Repousar bastante e dormir bem – a voz de cama não é sexy nem saudável;
  • Não esforçar a voz – evitar gritos, falar depressa e alto ou num tom que não seja natural;
  • Fazer aquecimento vocal antes de uma apresentação, aula ou qualquer outra situação em que será sujeita a um uso mais intensivo e que exija uma maior projeção vocal;
  • Falar calmamente e de forma pausada – não só protege a voz como também ajuda a manter uma compostura sóbria e mais cativante;
  • Respirar de forma correta – a prática desportiva ou de ioga e meditação ajudam a melhorar a forma como respiramos;
  • Recorrer a ajudas quando a voz não é projetada de forma eficaz – é para isso que servem os microfones!

Há ainda outros cuidados com a voz que são também recomendados para quem quer levar uma vida mais saudável: não fumar, fazer uma alimentação equilibrada, evitar bebidas estimulantes e as situações de stress. E, claro, beber água de qualidade e na quantidade recomendada.

É que, ao cuidar da voz, estamos também a cuidar de nós. 

Cuide do seu corpo por inteiro.  Beba Água do Vimeiro.

Partilhe

Artigos Relacionados

Barulhos digestivos porque acontecem

Barulhos digestivos, porque acontecem?

Os ruídos abdominais são aqueles sons que ouvimos dentro do nosso estômago e intestinos que, por vezes, vezes, parecem um ronco vindo do estômago. Mas afinal, o que significam? Neste artigo, vamos explicar tudo o que precisa de saber sobre esses sons digestivos .

Águas do Vimeiro: Qualidade, Bem-Estar e Compromisso com a Saúde

A saúde começa, de facto, com um processo digestivo otimizado e é através deste que se consegue obter os nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo em todas as fases da vida.

Os minerais e as vitaminas – os micronutrientes – são essenciais para o bom funcionamento do sistema digestivo.

No entanto, é do conhecimento geral, que, atualmente, a dieta alimentar carece frequentemente destes micronutrientes essenciais, o que conduz a inúmeros problemas de saúde. Também os hábitos e a agitação quotidiana provocam o desconforto no funcionamento do organismo, sobrecarregando os órgãos envolvidos na digestão: a má mastigação, o comer de pé e à pressa, o excesso ou a falta de nutrientes principais.