A hidratação nos desportos em alto mar

Partilhe

Pelo facto de não sentir calor, só ver água em seu redor, ter o vento a bater-lhe na face e não ter sede, acha que não precisa de beber água? Desengane-se. O esforço físico face a elementos como o vento, a água salgada e o sol, faz o corpo perder muita água e rapidamente o desidrata.

A água compõe até 60 por cento do corpo masculino e 50 por cento do feminino, e é usada em diferentes processos químicos e metabólicos do organismo ao longo do dia.

Todos os dias o nosso corpo perde entre 2 a 3 litros de fluidos e, em atividade física, esse valor pode ser bem superior.

Quando a perda de fluidos através da urina, transpiração, entre outros, não é reposta com a ingestão de água e outros líquidos, o corpo desidrata e pode ter consequências na sua saúde.

São por demais conhecidos os principais sintomas da desidratação, mas nunca é demais relembrar: sede, falta de energia, dor de cabeça, tonturas, em suma: diminuição da performance física. Por isso, regular a hidratação é de vital importância!

Para os que fazem do alto mar o seu recinto desportivo, há que estar atento a dois fatores: à desidratação e à exaustão por calor. A prática da vela é muito suscetível a estes aspetos, ao combinar o esforço físico com o excesso de exposição solar – aumentada pelo reflexo do barco e das velas – e o efeito desidratante do vento. A conjugação destes fatores torna a desidratação um perigo muito real.

Para estar mais vigilante e manter-se hidratado, sem descuidar o bom desempenho desportivo, preste atenção:

– Beba água antes e depois de esforços físicos;

– Tente ao máximo beber o equivalente a um copo de água a cada 20 minutos.

Pela sua saúde, cuide do seu corpo por inteiro, beba Água do Vimeiro.

Partilhe

Artigos Relacionados

Hidratação na prática de futebol

A hidratação deve fazer parte da rotina do atleta de qualquer modalidade desportiva, uma vez que influencia o rendimento durante o exercício, diminui o tempo de recuperação a curto prazo, otimiza as adaptações a médio e longo prazo e até promove o balanço energético.

A água com gás engorda! Mito ou verdade?

Alguns destes estudos sugerem que a água com gás pode aumentar a gerlina, que é uma hormona da fome. De facto, quando os níveis de gerlina são elevados, sente-se mais fome e é provável que se coma mais, o que pode levar a um aumento de peso.